Artigo
29/11/2016
O DRAGÃO E A ESPADA - LÁGRIMAS DE CROCODILO

Amanhecemos com a notícia de um acidente aéreo envolvendo uma coletividade Brasileira...

Em nossas redes sociais e muitos meios de comunicação o assunto predomina. Nas rodas de conversa, sensibilização, pseudo repórteres da desgraça alheia, especialistas em assuntos aéreos e tragédias coletivas...

O que mais é de se espantar é a reação de conhecedores de algumas leis imperativas da vida como os princípios da continuidade da vida pós vida, leis do mentalismo que regem o princípio que diz que aquilo que você pensa e sente produz um quantum de energia no universo e se conecta por lei de sintonia a temática ao qual o mesmo se envolve.

Isso gera uma nuvem de formas e pensamentos e cordões que vão compor uma egrégora muitas vezes não muito salutar a sua própria psicosfera e a psicosfera da temática envolvida.

Comoção?

Sensacionalismo?

Imaturidade?

As pessoas nascem, crescem e morrem todos os dias e o ciclo da vida segue. Isso é imperativo. Até ontem ninguém ou poucos se sensibilizavam desta forma pelos envolvidos no acidente aéreo do momento. O que mudou de ontem para hoje?

Se não tem houver platéia não haverá show.

O quanto posso estar colaborando para a criação de uma egrégora que pode vir a dificultar o socorro dos técnicos e socorristas do astral para auxiliar os envolvidos no acidente aéreo. Quão real é a minha sensibilização ao fato? Quão imaturo espiritualmente me mostro diante do processo ou ciclo chamado MORTE ou DESENCARNE, já que a morte no seu sentido real não existe.

De que adianta estudos espiritualistas, contato com o plano extrafísico, se não coloco em prática este conhecimento na sua real concepção?

Alguns se defenderão colocando se na posição de emotivos ou sensíveis ao fato. Garanto que esta visão não é absoluta, mas uma análise sob a ótica da razão operada com emoção equilibrada o suficiente para analisar, que talvez a melhor forma de ajudar seja silenciar mediante a histeria coletiva e ao sensacionalismo criando pelos veículos de mídia.

Sem platéia não haverá show.

Devemos respeito aos envolvidos e temos sim responsabilidade as energias que jogamos no universo.

Nascimento, vida e morte: CICLOS NATURAIS DA VIDA FÍSICA E EXTRAFÍSICA

By Fábio NASA

 

 

Publicado por Fabio Nasa
» VOLTAR
COMENTÁRIOS
LISTA DE ARTIGOS

Contatos

(11) 9 9811-1163
contato@fabionasa.com.br

Conversa via Skype:

Compartilhe

Cadastre-se


Cadastre seu e-mail e receba as novidades e atualizações.