Artigo
15/06/2017
O DRAGÃO E A ESPADA - VAZIO DUAL

O Dragão neste momento se torna a figura alada mitológica.


A espada se torna neste momento o instrumento que abre caminhos para o impossível se tornar possível .
Como pode um ser humano fruto de um não, não quero, não posso, não devo, não era pra ter acontecido, não era pra ter nascido, chegar onde está neste momento.
De algum lugar ou em algum lugar em Minas Gerais talvez, agora 8000 km de distância de sua origem a 10 mil metros de altitude a uma velocidade impressionante, chegar a realização mais um sonho, uma meta um objetivo.
Dizem que não era nem pra ter nascido, talvez nem saído do ventre alheio, talvez...
Mas o talvez e o não são palavras que geram dúvidas e incertezas 
Deve ser por isso que o Dragão se torna Espada e a Espada torna se Dragão quando dizem não a ele, quando dizem que não pode, não deve, não faça. 
É possível você sair zero para o mundo? “Do pó ao pó”.
Que tal se te disser que essa é a decima sexta visita a culturas novas fora de sua Terra natal. Um dia disse que ousaria pisar num Campo de Concentração Nazista, dizem que é um pouco de loucura isso. Prefere este passar por está existência cheio dessas loucuras.
Conhecer o Papa no Vaticano, sentar em uma cadeira na Sala do Conselho de Segurança da ONU, entrar em um Porta Aviões, abraçar um Ônibus Espacial e porque não entrar no Bunker de um dos maiores estadistas Ingleses Sr W. Churchill para depois ir ao Parlamento Alemão, transitar pelo tribunal que Julgou os Maiores Algozes pós Nazismo em Nuremberg o que mais lhe aguarda está vida?
Não você nem deveria ter nascido!
É vida se fudeu! Porque eu nasci e nasci pra causar não vim aqui pra passeio. “Desce e arrasa bebê” neste caso “Sobe e arrasa Capiroto” já que da sombra que o Dragão habita a sua Espada ilumina.
E tu que passou, está ou passará pelo Dragão e pela Espada? O que tu quer, o que tu expecta o que tu queria?
Querer é poder! Querer é poder?
Poder é querer, desejar, sonhar, planejar, realizar, trabalhar para que seu querer se torne poder e seu poder se torne seu querer.
Sabes que Dragão se torna Espada e a Espada se torna Dragão este pois se sente orgulhoso dos feitos e fatos mas sente se triste pelo Ser Humano incompleto por natureza, faltante que projeta no outro sua falta e não entende a Espada e muito menos o Dragão.
Cobra e expecta que o outro cubra, sele e supra seus desejos faltantes.
Somos faltantes em busca da completude o tempo todo e isso não é ruim pois essa falta nos impulsiona a busca, só que a maioria de nós busca no outro a sua falta e ai que está o X da questão.
O outro é o outro e o outro não vai suplementar você, o outro pode complementar te por alguns momentos mas completar te e suprir te cabe a ti.
O Dragão neste momento verte dores da espada alheia que desfere a incompreensão do não , do julgar, do descuidado e da memória existencial curta que esquece a Espada que foi desembainhada em teu nome, tua causa, tua dor. E quando este guarda a Espada para que o outro caminhe e aprenda a lutar este sente o contragolpe do julgamento e do abandono.
Tudo bem diz ele. O Dragão ainda possui a Espada e a Espada ainda o Dragão e este caminha solitário rumo a novas experiências, já que o Caminhar mesmo que no Coletivo é uma experiência de aprendizado e assimilação individual e por isso Solitária.
Mas tu não está só meu Dragão Alado tu tens a Espada e a Espada a ti.
Voa alto sem medo que até se houver queda haverá aprendizado ou oportunidade de aprender algo.
O restante...
FODA SE
 

Publicado por Fabio Nasa
» VOLTAR
COMENTÁRIOS
LISTA DE ARTIGOS

Contatos

(11) 9 9811-1163
contato@fabionasa.com.br

Conversa via Skype:

Compartilhe

Cadastre-se


Cadastre seu e-mail e receba as novidades e atualizações.